Versos de
Vera Lúcia Lionetti

"Começo, Meio e Fim..."


E assim começou nosso amor...
Nossos olhos se encontraram...
Nossos corações bateram no mesmo compasso...
Nossas mãos trocando caricias se tocaram...
E naquela noite inesquecível de verão...
Nossos lábios timidamente o primeiro beijo trocaram...

E assim continuou nosso amor...
E eu te amei... em curta e longa distancia ...
Te amei em todas as fases da lua...
Em todas as estações do ano...
Te amei nas minhas saudades...
Te amei na minha solidão...
Te amei sem medidas ...te amei imensamente...

E o tempo passou... e mostrou que...
Os teus olhos aos poucos se afastaram dos meus...
Teu coração, outros caminhos percorreu...
Tuas mãos aventureiras, acariciavam alguém...que não era eu...
E entre tantos desencontros, a despedida foi o silencio,
e no silencio o desejo...
Desejo do ultimo beijo...do beijo que não veio,
porque seus lábios tocavam em outros lábios,
que já não eram os meus...

Vera Lúcia Lionetti

" Se eu Pudesse..."

Se eu pudesse eu diria ao meu coração:
- Você se enganou! esse sentimento não é amor...
Foi só uma paixão que aos poucos acabou...

Se eu pudesse eu diria a saudades:
- Você bateu na porta errada, pode ir em retirada,
dessa vez no meu peito você não vai fazer morada!

Se eu pudesse eu diria a solidão:
- Não se aproxime não!
E, pode levar pra bem longe sua amiga depressão!

Se eu pudesse eu diria ao ciúmes:
- Você não vai tirar meu sono, nem invadir minha imaginação.
Desculpe desapontá-lo ,mas de ciúmes eu não choro não!

Se eu pudesse eu diria ao meu corpo:
- Ele já não faz falta. Nem seus beijos, nem seu abraço...
Fique tranquilo, ele já faz parte do passado!

Se eu pudesse... Mas não posso...
Não posso enganar a saudade.
Com ela minha alma grita e chora...
Não posso dar adeus a solidão, ela tem sido minha companheira
nesse momento de desilusão...

Não posso ser indiferente ao ciúme. A todo momento ele parece sussurrar:
- Eu vim para te torturar, não adianta você chorar.
Enquanto ele você amar, de mim você não vai se livrar!

Não consigo enganar meu corpo, nele ficou seu cheiro, seu gosto,
seu toque, e o muito da nossa história...

Ah! Queria curar essa ferida chamada TRAIÇÃO...
Queria mas não posso, é uma dor tão profunda que,
enquanto eu viver ela vai machucar e fazer sangrar meu coração...

Vera Lúcia Lionetti


Clique para Enviar essa Página 

::: Menu :::

 


Formatado:CrisJuan