S I M P A T I A



Ninguém é tão indigente que não possa
algo oferecer de si próprio, na formação
do tesouro da simpatia com que adquirirá a vitória
na tarefa a que foi chamado no mundo...

Um sorriso de bom ânimo...
Uma frase de carinho...
Uma prece espontânea...
Uma fatia de pão...

O servicinho aparentemente sem importância...
Uma página confortadora...
Um bilhete fraterno...
Um olhar de compreensão...

Uma visita afetuosa...
Uma boa palavra...
Uma gota de remédio...
Uma flor pobre e humilde...

Uma simples conversação...
Um copo de água fria...
Um gesto de generosidade silenciosa...

Nem sempre possuímos a bolsa farta,
susceptível de garantir a longa despesa;
entretanto, a bênção da amizade que
suporta e ajuda, que ampara e incentiva o bem,
é recurso que sobra invariavelmente no cofre vivo
e milagroso da boa vontade...

Esqueçamos os pequeninos defeitos do próximo,
para que as nossas grandes falhas sejam toleradas e esquecidas.

A plantação da simpatia é o único procedo de estimular
a colheita da verdadeira fraternidade.

Ninguém é tão intensamente mau que te não possa ouvir,
de algum modo, a mensagem de amor...

Faze, pois, subir a luz do teu coração ao cérebro,
e a tua palavra conseguirá realizar com a simpatia
a sementeira de felicidade que nenhum dinheiro do mundo
pode outorgar.


Emmanuel/Chico Xavier
Do livro Correio Fraterno - Espíritos Diversos.



Clique para Enviar essa Página



Voltar


 


Editado por Thais "beijaflor" em 23.02.09