Devaneios


Quando penso em ti
Meu pensamento ganha asas
e como um pássaro num rumo certo
alço vôo ao infinito
em busca dos braços teus.

Te encontro no mais íntimo do meu ser
e nesse desejo urgente, eloqüente,
uso e abuso da imaginação
saboreio cada instante de nós dois
numa trama horizontal
nada convencional.

É tão imensa essa saudade
É tão intensa essa paixão
Como queria-te nesse instante
Para mostrar-te sem nenhum pudor
Todo este grande amor.

És meu rei, meu namorado
meu amante, meu amigo
vem comigo nesse sonho
não deixemos para depois
a beleza de um momento a dois.

Me conduza ao paraíso
Abra os braços para mim
Me agasalhe no teu peito
Seja o dono do meu beijo
Vem depressa, vem sem medo
nosso amor eternizar.


Tânia Mari
Direitos @utorais Reservados

Ternura

Ternos são teus olhos
quando tão dentro dos meus
fitam-me com tanto amor e doçura
dando luz e esperança
à minha vida.

Ternas são tuas mãos
quando segurando as minhas
passam todo carinho e segurança
que tanto bem fazem
à minha alma.

Ternas são tuas palavras
que sempre vem acompanhadas
de um sorriso meigo e sincero
deixando meu coração
radiante de alegria e encantamento.

Ternos são teus beijos
que começam tão mansamente
e numa ternura crescente
desvendam todo nosso amor.

Terno é o teu corpo
quando tão junto ao meu
me enfeitiça, me faz cativa
na procura mais louca
do ato supremo.

Ternura é tudo que vem de ti
teus olhos, tuas mãos
tuas palavras, teus beijos,
teu corpo...
pois tu és a própria ternura.


Tânia Mari
Direitos @utorais Reservados

Clique para Enviar essa Página 

::: Menu :::

 


Formatado:CrisJuan