O assunto de hoje não é nada fácil e com certeza chega a incomodar
muita gente. Falo do "perdão", esse ilustre amigo que está cada vez
mais sendo requisitado no nosso Planeta de Regeneração.
Perdoar é condição única para que possamos evoluir.

Pode espernear, pode gritar, disfarçar e até sair de lado, mas
volta e meia a ferida vai sangrar, vai te incomodar de novo.
Enquanto não conseguirmos perdoar de verdade aqueles que
um dia nos ofenderam, não poderemos seguir adiante.
Lembram-se de Pedro o Apóstolo perguntando a Jesus
quantas vezes deveríamos perdoar? E Jesus,
respondendo que não seriam apenas 7 vezes,
mas setenta vezes sete,
ou seja: SEMPRE.

O problema do perdão é que muita gente pensa
que perdoar é humilhar-se, é rebaixar-se diante do opressor,
quando na verdade, você não precisa nem procurar a pessoa,
não precisa ficar de mãos dadas ou ficarem amigos...
O que precisamos é limpar nosso coração, procurar
no nosso intimo as razões que nos levaram a praticar aquilo
com o que nos ofendemos com alguém, e procurar nessa pessoa,
qualidades que sabemos existir também.

Perdoar é um ato divino que ao contrário do que muitos pensam,
faz mais bem para quem pratica do que para quem recebe.
É assim, você perdoa aquela pessoa que te fez "mal",
tira ela da sua cabeça, do seu coração, da sua alma, e supomos que
ela continue guardando rancor de você, ou continue aprontando por ai,
quem vai sair perdendo? Quem vai continuar sofrendo?

Antes que essa ferida que está em você, volte a sangrar,
pense no assunto com os olhos do amor, os olhos da certeza que
você é mais importante que qualquer situação ou dificuldade.
Quando você perdoa alguém libera-se para a vida, libera-se para o amor,
libera-se para que Deus entre em sua vida plenamente.

Perdoe!

(Paulo Roberto Gaefke)

Clique para Enviar essa Página 

::: Menu ::: Voltar :::


ArtFinal:CrisJuan