Senhor!
Dono das panelas e marmitas!

Não posso ser a santa que
medita aos vossos pés.

Não posso bordar toalhas
para o vosso altar.

Então, que eu seja santa
ao pé do meu fogão.

Que o vosso amor esquente
a chama que eu acendi
e faça calar minha vontade
de gemer a minha miséria.

Eu tenho as mãos de Maria.
Mas quero também ter
a alma de Maria.

Quando eu lavar o chão,
Lavai, Senhor, os meus pecados.

Quando eu puser na mesa a comida,
Comei também, Senhor, junto conosco.

É ao meu Senhor que eu sirvo,
Servindo minha família.


Registrada pelo frei dominicano: Raimundo Cintra
Direitos @utorais Reservados

Clique para Enviar essa Página 

::: Voltar :::

 

ArtFinal:CrisJuan