Nosso Jantar


Espero-te!..
Mesa posta,coração acelerado.
Nos veremos hoje!
Um ano é passado,
saudade aumentada,
comemorando hoje,
esse jantar a dois!..

Com esse Amor no coração
tudo é possível:
Até que me ames,
após tanto tempo,
de encontro real
em que nos beijamos,
fizemos amor!..

E, tempo passado,
te esperei,não em vão,
pois sei que caminhas ao meu lado,
ainda que separado fisicamente,
almas finalmente encontradas,
não saciadas,
por esse amor
que nos consome
nesta distância de sentimentos!

Amo-te!..
Não ousarei dizer que não!
Estaria mentindo,
renunciando a ti
que és o amor sonhado,
encontrado,
para me fazer feliz!..


Autoria: * Eda Carneiro da Rocha
Direitos @utorais Reservados




Nosso Jantar


Estarei chegando para o jantar.
Um ano já é passado.
Estivemos juntos, não sem antes
bebermos na taça do Amor,
onde o mel, se fez transbordar,
quando as formas, deliciosamente
se encaixaram, deixando apenas,
que o amor, ditasse as regras..

Estarei chegando,
saudade aumentada,
coração descompassado.
Ansiedade gritando dentro d'alma
por esse reencontro, de amores,
que a distância, cruelmente separa,
faz doer, chorar e sofrer a ausência..

Estarei chegando,
livre, descompromissada,
apenas e tão somente tua,
para que me tomes em teus braços,e,
sinta, que nada mudou, que ainda sou,
o amor que te quer amar..!!!

Estarei chegando, para então,
comemorarmos este reencontro de corpos,
de almas, que se buscam através dos tempos,
derrubando e vencendo
as barreiras dos desencontros,
e, à mesa do jantar,
brindaremos com vinho encorpado
em taças de cristal,
nosso eterno querer de Amor..

Estarei chegando..Espera..


Autoria: * Thais S Francisco
" Beijaflor "
Direitos @utorais Reservados




Toalha de Linho


Deixei dos olhos, as lágrimas da saudade
Senti do passado longe na sua ausência,
De corpos em taças iguais na essência,
Encontrei de sua verdade, minha verdade.

E rindo do vinho tinto na toalha manchado,
Evitei das taças quebradas, pisar na realidade,
Secando das lágrimas no colo da liberdade
Fiz de seu sorriso, meu despertar lado a lado

Tendo e estando em abraços sem embaraços
De nossa igualdade, nua e pura nos carinhos
Dividi dos seus lábios, meus lábios em ninho

Beijei suas mãos, os pés feitos de entre laços,
Entrelaçados no branco da velha toalha de linho,
Faziam do chão firme, o encontro do caminho.



Autoria: * Renato Alberto Moore
" Ramoore "
Direitos @utorais Reservados




Clique para Enviar essa Página


Menu ::: Voltar