A luz do abajur pouco a pouco enfraquece.
Cede lugar ao brilho de um novo dia que já acontece
nesta manhã que se espreguiça na aurora
de um novo amanhecer...

Noite de insônia, cama vazia..
Estou aqui, em meio a folhas rabiscadas,
amassadas, caidas pelo chão, denunciando a ânsia
de encontrar a rima certa, para poetar
esta saudade que tua ausência me traz..

A cada manhã, chegada nesta minha sozinhez,
misturam-se as gotas do sereno
com lágrimas brotadas em meu olhar
que chora a saudade tua
de me aconchegar nos braços de teus abraços!..

Não te demores
quero em teu peito me abrigar,
minha pele arrepiar, e, depois do amor vivido,
na poesia de rimas em suspiros,
no calor de teu abraço,
adormecer meu corpo lasso!..

Não te demores..
Uma nova manhã já se anuncia!..


Thais S Francisco
"beijaflor"
Direitos @utorais Reservados


Clique para Enviar essa Página 

 

::: Menu ::: Voltar :::

 


ArtFinal:CrisJuan