Exílio...

Nesta sozinhez, em que me encontro
Busco na Mãe Natureza, o acalanto
O colo, que abriga toda a criação
Para acalmar os meus ais, os meus medos...

Entrego-me de corpo e alma
A esta Mãe, que não se cansa
Que está sempre a nos acalentar
E a nos mostrar de Deus, a criação..

Me sinto segura, me sinto amada.
Esta bondosa Mãe canta canções de ninar,
no canto livre dos passarinhos...
Me aquece com o abraçar do Sol,
quando o dia já amanhece...
Me alimenta com fartura,
com os frutos que a terra dá...

Me ama e me aceita do jeito que sou,
nutrindo minha vida com a sabedoria divina,
me dando coragem para enfrentar as tempestades,
pois me mostra que depois delas, vem a calmaria....

No silêncio melodioso de suas florestas
Me deixo sonhar querendo mesmo
ser um pequenino beija-flor,
Para encantar os olhos de quem me olhar
E, para que sintam que minh'alma
é toda Amor!..

Sou mesmo
Simplesmente Beija Flor,
mesmo sendo uma simples
Mulher!..

Thais S Francisco
"beijaflor"
Direitos @utorais Reservados

 


Clique para Enviar essa Página 

 

::: Menu ::: Voltar :::

 

Imagem Colhida na Internet
Formatação:CrisJuan