Ao Sabor da Calmaria
                                                 Eda Carneiro da Rocha


Ao sabor da calmaria, fiz-me tua!..
Te ungi, e de todas as procelas
dei-te meu coração, como um porto!

A segurança deste amor, me fez rainha!
Conservo-te, em minha vida, como farol,
iluminando meus dias que virão,
amparados por ti que me deste a mão!..

Gaivotas que passavam olhavam espantadas,
a grandeza de nosso amor
que só ansiava por um momento:
O da Posse Real!..

Deste bailado mágico entre macho e
fêmea que brincavam, ao sabor dos ventos,
esperando a hora de sucumbir alma e
corpo, nessa orgia triunfal!..

Te amo, meu veleiro encantado!..
Sou tua eterna namorada.
Te esperarei sempre.
à beira do cais,
para selarmos de vez
este pacto que já dura uma eternidade,
antes que passe essa loucura,
em ter meu corpo no teu,
minha alma, na tua!..

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor "
Direitos @utorais Reservados




Veleiro Encantado...
                                         Thais S Francisco

Sou veleiro em calmaria,
perdido na imensidão deste mar,
velas içadas, aguardando bons ventos
que me conduzam a este porto.. seguro,
onde eu possa atracar minha alma
cansada de estar solitária,
ouvindo meus próprios gemidos de dor e ausência
e entregar-me de corpo e alma ao seu amor
que de há tempos me espera chegar..

Gaivotas voejam por entre as velas
deste veleiro encantado,
que aguarda quase em desespero
que os ventos soprem e encham as velas,
para navegar de volta ao cais,
onde teu olhar é o farol
a guiar meu velejar, em segurança,
até que eu, veleiro encantado,
aporte em teus braços, porto seguro,
deste louco amor
querendo tua alma na minha,
teu corpo no meu
neste impetuoso ato
de Amar!..

Thais S Francisco
" beija-flor "
Direitos @utorais Reservados


Clique para Enviar essa Página 



Todos Direitos Autorais reservados ao site:www.simplesmentebeijaflor.com

 ArtFinal:CrisJuan