Chegastes assim, como eu te via
entoando a canção que eu queria
Ao céu abriu-se um cortejo de anjos,
Os sonhos pincelados a Luz do Luar...

Com o meu contato, algo em ti
se fixou de mim, traços meus
se juntaram aos teus, perfilando
a trama ancestral que trouxeste!

Hoje eu te vejo e me reconheço
em ti. O que tens de mim, não
será mais para mim! Neste canto
cega de Amor eu me entrego!

Como te escutavas me escutavas,
ainda mais feliz então me fizeras!
Viverei por todo esse encanto,
que canto o Amor como Arte!

Mas a vida faz da Arte outra Arte
em toda parte causa espanto
esse canto encanto de Amar-te!
Que festejo com sonhos e Arte!

*Editado com Autorização da Autora

::: ::: :::

 

Clique para Enviar essa Página 

::: Menu :::

 

 

ArtFinal:CrisJuan