A Tua Espera

A brisa da noite
bate ao rosto sereno
como que a murmurar
palavras a pensar

Saber para onde ir,
quem saberá informar
o melhor caminho a seguir
ou o atalho a encontrar

O que é a liberdade,
se não se consegue expressar o amor,
se nada fazemos por maldade
e ainda sentimos dor.


Difícil expressar por palavras
o que a mente produz
chora um coração que ama
atras de uma couraça que se reduz

Nunca é tarde se você puder esperar
É tudo um grande quebra cabeça
a se espalhar
à sua mesa há muitas peças para montar
que com paciência poderás remontar


Marcas deverão ficar
mas se souber compreender
que somente o tempo poderá aliviar
a tudo poderás reerguer.

José Eduardo Chamon

 

Clique para Enviar essa Página 

::: Menu :::

 


 

ArtFinal:CrisJuan